Buscar
  • Patife

A casinha da Biela

Biela, nossa hiperativa e fiel border collie nos parte o coração toda vez que damos boa noite e fechamos a porta da cozinha.


Sozinha no mundo, faz cara de "ninguém-me-ama" e parte cabisbaixa para arrumar algum lugar e enfrentar as intempéries da noite:


Se não fosse pela quantidade de pelos que ela solta e por não ter ninguém para limpá-los por mim, eu a deixaria dormir dentro de casa. Mais especificamente na cama comigo.


A solução

Minha fiel companheira merece uma casinha. Não uma simples casinha de boutique, feita em série e sem qualquer envolvimento. Tem que ser uma casinha sob medida, de preferência concebida e executada pelo seu melhor amigo, no caso, eu.



Nada dessas madeiras de pallets usados ou de plástico reciclado. Seriam tábuas escolhidas a dedo, ripadas e cortadas em medidas com precisão aeronáutica. Juntas firmes e com gabaritos para encaixes perfeitos. Vai durar 500 anos! E de brinde ela vai poder esnobar os desafortunados que não tem um dono como o dela...


O projeto

Não sou um dono de border collie qualquer! Sou o dono da Biela e tenho mais hobbies do que gosto de admitir... Um deles é marcenaria.


Tratei de fazer umas medições... Quanto ela mede em pé, quanto ela precisa pra deitar, qual a medida ideal da porta?


Desenhei no sketchup:


Com o alvará de construção em mãos (autorização da esposa), iniciei a construção.


Cortando as ripas

Tábuas de pinho e cedrinho foram cortadas em ripas na serra circular, as paredes são de compensado:


Cortei um pouco a mais para descartar as madeiras que empenaram e os inevitáveis erros de montagem. No final acabei ficando praticamente só com o cedrinho para a construção.


Montagem


Casa pronta

Modéstia à parte, acho que ficou muito boa dada a pouca habilidade que tenho com madeira.



Expectativa x Realidade

Se eu fosse um cachorro ia adorar a casinha, porém acho que minhas referências de lugar pra morar são bem diferentes das da Biela.


Passei mais tempo espremido dentro da casinha tentando persuadi-la a entrar do que ela ficou dentro até hoje.


Implorei, briguei, fiz chantagem... nada funcionou.


Vender? Doar? Meter a marreta? Tocar fogo? Coloquei a casinha longe da minha visão para esperar pra ver no que dá.


Se já não bastasse a frustração, ainda tenho que aturar minha esposa contando pra quem quiser ouvir o fracasso do meu empreendimento.


Dá uma olhada qual o melhor lugar pra morar pelos próximos 500 anos na opinião da Biela:


178 visualizações1 comentário